style2

A FREQUÊNCIA 432 HERTZ

Estudo Musical

Estudo - A Frequência 432 Hertz

O QUE É UMA FREQUÊNCIA?


Simplificando, uma frequência é uma onda ou oscilação (vibração) em um determinado intervalo de tempo. Toda a Criação (galáxias, planetas e seres) se move através de vibrações, sejam elas positivas ou negativas. Porém não vamos adentrar a um estudo detalhado das frequências em todas as esferas, e sim, precisamente, a influência dessas vibrações na música. Mas antes disso, vamos falar um pouco sobre a Ressonância de Schulmann.


A RESSONÂNCIA SCHULMANN (RS)


O físico alemão W.O. Schumann constatou em 1952, que a Terra é cercada por um campo eletromagnético poderoso que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera que fica cerca de 100 km acima de nós. Esse campo possui uma ressonância (Ressonância Schumann- RS) mais ou menos constante da ordem de 7,83 pulsações por segundo (ou 8Hz). Funciona como uma espécie de marca-passo (freqüência de base da Terra), responsável pelo equilíbrio da biosfera, condição comum de todas as formas de vida. Verificou-se também que todos os vertebrados e o nosso cérebro são dotados da mesma freqüência de 7,83 hertz (Hz).


Empiricamente fez-se a constatação que não podemos ser saudáveis fora desta freqüência biológica natural. Sempre que os astronautas, em razão das viagens espaciais, ficavam fora da ressonância Schumann, adoeciam. Mas, submetidos à ação de um "simulador Schumann" recuperavam o equilíbrio e a saúde.


Esta medida já foi considerada uma constante; comunicações globais militares foram desenvolvidas a partir do valor desta freqüência.


Por milhares de anos as batidas do coração da Terra tinham essa freqüência de pulsações e a vida se desenrolava em relativo equilíbrio ecológico. Ocorre que, a partir dos anos 80 e de forma mais acentuada a partir dos anos 90, a freqüência passou de 7,83 para 11 e atualmente está acima de 13 Hz. O coração da Terra disparou. Coincidentemente desequilíbrios ecológicos se fizeram sentir: perturbações climáticas, maior atividade dos vulcões, crescimento de tensões e conflitos no mundo e aumento geral de comportamentos desviantes nas pessoas, entre outros.




A FREQUÊNCIA 432 HERTZ NA MÚSICA


A escala musical de Lá=432Hz vibra sobre os princípios do número Áureo PHI e unifica as propriedades da luz, tempo, espaço, matéria, gravidade e magnetismo com a biologia, o código do DNA e da consciência. Essa frequência de Lá=432 Hz, está por trás de toda a Criação. A sintonia natural de 432 Hz tem efeitos profundos sobre a consciência e também no nível celular de nossos corpos.


Até meados do Século XX, os músicos afinavam seus instrumentos tendo como base a nota Lá (central) na frequência de Lá=432Hz, mas por volta de 1930 esta afinação foi mudada para Lá=440Hz pelo ministro da propaganda nazista Joseph Goebbels, com o intuito de tornar as mentes alemães mais suscetíveis à manipulação e à raiva (pois essa frequência altera o estado de paz interior, gerando caos no cérebro humano), e assim poder levar a cabo a barbárie nazista, conhecida como "Holocausto Judeu".


A diferença entre 440Hz e 432Hz é de apenas 8 vibrações por segundo (sendo difícil notar a diferença por aqueles que não têm ouvidos treinados para isso - e esse é o objetivo por trás dessa mudança: que as pessoas simplesmente não possam notar), mas faz uma diferença notável na experiência da consciência humana, e influencia em toda a natureza, gerando paz e harmonia quando usada a frequência natural da Criação ou gerando caos, irritabilidade, ira, guerras e até desarranjos climáticos quando usada a frequência alterada.


A frequência de Lá=432Hz utiliza a fórmula Phi, conhecida como regra de ouro. É capaz de reproduzir de forma natural a “espiral musical pitagórica”. É a sequência seguida por toda forma de vida. Está em ressonância com cada célula de nosso corpo. É a frequencia dos batimentos cardíacos. Estimula a produção de serotonina e o lado direito do cérebro. Essa é a frequência de afinação dos violinos Stradivarius que, não por acaso, soam muito melhor do que os violinos convencionais. Está de acordo com padrões matemáticos perfeitos. Por exemplo: como convenção, utiliza-se o Lá como base de afinação, sendo que a afinação das outras notas são uma consequência. Nessa afinação, a frequência do Dó, nas diferentes oitavas, segue uma progressão da potência de 2:


128 Hz = 27


256 Hz = 28


512 Hz = 29


Então, por estar de acordo com o universo e suas leis, a frequência Lá=432Hz inspira paz, lógica, harmonia, perfeição e universalidade.


Em 1939, houve um decreto na Europa para mudar a afinação de Lá=432Hz para Lá=440Hz (uma frequência dissonante com o Universo). Anos depois, em 1953, o decreto de Goebbels foi aprovado pelo ISO (Organização Internacional de Padronização), e passou a servir para todo o mundo, dominando os instrumentos, as orquestras e a indústria fonográfica. Então, hoje, quando você escuta um Mozart, ou um Bach, está escutando em uma frequência diferente daquela em que foi escrita.


Sendo assim, a raça humana é o único ser em desarmonia com o Universo, por estar fora da Frequência de Lá=432Hz, também conhecida como "a Frequência da Paz", influenciando assim em toda a Criação e gerando caos e desordem na natureza à sua volta.


Note a diferença nas notas da escala musical quando comparadas ambas as frequências:





A Luz do Novo Dia - 1999-2016 - Todos os Direitos Reservados